O que acontece quando os computadores ficam mais inteligentes que nós?


O Gene do Caos

Dá para considerar com um relativo grau de segurança que, em algum momento, os computadores serão mais inteligentes do que nós.

Todos participamos disso: quem desenvolve sistemas e algoritmos e quem os consome, puxando essa linha de evolução por meio da força do capitalismo.

O raciocínio é até simples: de maneira geral, a principal palavra que define o que compramos é “conforto”. Por conforto, claro, entenda toda uma somatória de conceitos como praticidade, velocidade, dedução de comportamento e assim por diante.

Por conforto, entenda qualquer tipo de produto ou serviço que, de alguma forma, pense ou mesmo aja por nós.

E, se é isso que move a demanda dos bilhões de consumidores, é também isso que impõe a empresas de todo o globo as diretrizes para as suas próprias inovações mercadológicas. Quanto mais elas investirem na entrega encapsulada de “conforto” – e, portanto, em sistemas, algoritmos e regras automatizadas de…

Ver o post original 46 mais palavras

Anúncios

Participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s